quarta-feira, setembro 22, 2010

Bravo, Isabel!

Só agora tive o (des)prazer de visualizar a mensagem de bom ano lectivo de Isabel Alçada.
Aconselho vivamente que todos a vejam. Um exemplo monumental do estado da educação em Portugal e de como não se dirigir a alguém. Antes de mais, o estilo: a Sra. Ministra parece que está a falar para mentecaptos. Mesmo (ou "memo", como ela própria diz...) um aluno de 6 anos acharia o tom infantil, com referências buçais e que roçam o anedótico – desde indicações sobre o pequeno-almoço, a importância de "comer coisas boas", até à maravilhosa descoberta de que o dia tem 24 horas e que os meninos devem dormir bem, dedicar-se a práticas desportivas... e estudar!
Já se sabia que os manuais de estudo, os métodos propostos (impostos) pelos "cientistas da educação" advogavam uma infantilização de consequências ainda não totalmente perceptíveis. Agora, não se esperava que a titular da pasta da Educação (!!) participasse neste suicídio colectivo que é o de desresponsabilizar os estudantes, diminuindo-os a seres inferiores incapazes de pensar.
O tom de voz, a extrema lentidão do discurso é o retrato fiel do País: empatado, a ruir por dentro, em estado de implosão.
Bravo, Sra. Ministra! Adorei esta "Uma Aventura no início do ano lectivo"! "Memo"!


10 comentários:

Carla* disse...

Estupidifiquei a ver isto. Só lhe faltava fazer «bilú, bilú, bilú!», como se faz aos bebés. E dá pulinhos na cadeira e tudo, é adorável.

Carla* disse...

Ah, vi agora no JN online que pelos vistos um miúdo fez uma paródia do vídeo, em que imita certos tiques da ministra e reproduz umas quantas frases. O vídeo já tinha 1500 visitas, mas entretanto foi retirado pelo utilizador. É pena, até gostava de ver se o rapaz tinha talento.

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Nacional/Interior.aspx?content_id=1668399

Tiago disse...

é vergonhoso ter uma ministra da educação assim!mas para ser sincero, da maneira como as coisas vão na área da educação, não me surpreendeu nd mm!...já agora, comparem com o homólogo francês:

http://mobilizacaoeunidadedosprofessores.blogspot.com/2010/09/eis-nossa-ministra.html

Daniela Ramalho disse...

Vamos secretamente ter esperança de que a Ministra foi coagida a este devaneio. Isso, ou encontrava-se sob o efeito de estupefacientes.

João Fachana disse...

Ou então só tem "memo" jeito para escrever livros...

João Fachana disse...

E "memo" assim...

filipelamas disse...

É o País em que vivemos...
Obrigado a todos pelos"links" que foram deixando.

Baudolino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Baudolino disse...

Ministra gira, país giro, este.
Um pobre vive exactamente como os detentores do dinheiro querem que ele viva. É uma espécie de ginástica para a alma. Estamos na fase crucial na qual, como o outro, face ao abismo, não hesitamos, damos um passo em frente.
Vai, Isabel! Força! Tu consegues!
Para o ano será melhor! Sim, Isabel, ainda estarás cá para o ano. tu e os outros. e virão os outros quando tu e os outros saírem e tomarão conta disto e os outros berrrarão contra os outros e... 'Que faremos quando tudo arde?' Desculpem o monopólio do espaço... Amanhã não bebo tanto café e tomo a medicação, prometo.

Claudia Sousa Dias disse...

:-)


Boçal, sem dúvida.

Eu acrescento: o paternalismo de quem estando lá em cima se dirige aos cafres da Europa moldados cuidadosamente por uma programação televisiva para estúpidos, ainda muito antes do se falar em "facilitismo na educação".


CSD