quarta-feira, março 10, 2010

Das Institut

4 comentários:

hm disse...

Está catita! E com neve lá fora, ainda mais confortável. E as catacumbas?

joana disse...

ora ouvi falar desse instituto quando li o Prémio, de Irving Wallace. falando-se de Nobel lá, parece-me um ambiente no mínimo brilhante (:

filipelamas disse...

Trabalho...

rtp disse...

No ano passado já me tinha apercebido da riqueza daquela extensão enorme de biblioteca subterrânea.
Neste ano, confirmo que, de facto, está lá TUDO! E é tão fácil encontrar TUDO!
Ainda bem que a bolsa de estudo contempla 700 fotocópias semanais! ;-)

Filipelamas, trabalho sim, mas em óptimas condições!
As salas de leitura fazem jus ao nome, são salas para leitura (e estudo). A concentração de todos é tal que o silêncio só é quebrado com o barulho dos teclados ou das folhas dos livros a serem viradas.
A conversa só é protagonista no bar, nas pausas que acabam por ser simultâneas. É um coffee-break matinal e outro vespertino multicultural. :-)

Joaninha, de facto, é um ambiente propício a grandes obras! :-) Pena que não haja um prémio Nobel para estas matérias estranhas do Direito. Zweigert - que dá nome à sala onde se encontra a minha secretária - teria certamente sido brindado com um! ;-)