domingo, junho 01, 2008

Happy-Go-Lucky

Happy-Go-Lucky (2008)
Realização e argumento: Mike Leigh
Elenco: Sally Hawkins, Alexis Zegerman, Andrea Riseborough, Samuel Roukin, Sinead Matthews
Sítio official: http://www.happy-go-lucky-movie.co.uk/

Deve estar a chegar às salas portuguesas, mas tive a honra de o ver no local de produção… Happy-Go-Lucky (Urso de Prata no Festival de Berlim) é uma sátira às relações humanas, bem ao gosto de Mike Leigh. Uma professora primária bastante irritante (Poppy, Sally Hawkins), sempre sorridente e com comentários despropositados a propósito de tudo e de nada experimenta a sedução do seu instrutor de condução, indivíduo meio sindicalista, revolucionário de sofá, praguejando contra tudo e todos e apaixonado pela sua instruenda, com quem discute e a quem não pode perdoar o facto de ter remexido em feridas que sempre estiveram abertas, mas que a anestesia do tempo tinha tornado suportáveis.

Happy-Go-Lucky tenta ser uma espécie de manual da felicidade, fugindo (nem sempre o conseguindo, porém) a clichés. A proposta é simples: temos tudo aquilo de que necessitamos e se não o tivermos, é porque não nos faz mesmo falta… E a alegria traz mesmo a sorte. Ingenuidade, lirismo? Talvez. Mas numa Liverpool tão acolhedora, numa sala de cinema arquitectonicamente muito diversa daquilo a que estamos habituados, deu bem para acreditar!


2 comentários:

rtp disse...

Concordo contigo, filipelamas!
Filme interessante com uma mensagem inspiradora - a de que não devemos ter medo de ser felizes e de que quem o é acaba por ser afortunado.
Apesar de saber que a protagonista é uma caricatura e portanto com tiques exagerados, eu refreava-lhe o risinho tonto em muitas ocasiões. A personagem ganhava em verosimilhança e o conjunto do filme ganhava mais graciosidade.

Monah Ruas disse...

Gostei muito do filmes e concordo com o que vocês disseram.
Só quero acrescentar que a partir de hoje eu SOU a Poppy!! rsrs